Doping: Mo Farah se defende de acusações

Atualizado em 30 de maio de 2017
Mais em Notícias

Depois de vir à tona a história de que  Mo Farah deixou de fazer alguns exames antidoping  antes dos Jogos Olímpicos de 2012, quando o britânico ganhou duas medalhas de ouro — uma pelos 5.000 metros e outra pela prova de 10.000 metros –, o atleta resolveu usar sua  página pessoal no Facebook  para se defender das acusações.

Também para falar sobre a  denúncia contra seu treinador Alberto Salazar, que foi apontado por envolvimento em diversos casos de doping, como o de Galen Rupp, recordista norte-americano dos 10.000 metros e prata na mesma distância nos Jogos Olímpicos de 2012 e o de Mo.

Veja o texto que o atleta escreveu em sua página:

“Eu nunca tomei drogas que aumentam a performance e nunca farei isso. Ao longo da minha carreira, me submeti a centenas de testes antidoping e todos deram negativo. Eu já me expliquei a respeito dos únicos testes surpresa que perdi, e as autoridades compreenderam. Nunca houve sugestão de que eles eram mais do que um simples erro.

As últimas duas semanas têm sido as mais difíceis da minha vida, com rumores e especulações sobre mim, que são completamente falsas. E o impacto que isso tem na minha família e amigos me deixou bravo, frustrado e chateado. Em particular, a pressão da mídia sobre a minha família e esposa, que está grávida de cinco meses, é extremamente dolorosa, especialmente porque estou treinando para algumas provas importantes agora.

Como eu já deixei claro, fui a Portland para falar com Alberto Salazar e exigi respostas. Ele me assegurou que as denúncias são falsas e que em breve ele irá providenciar evidências para deixar isso tudo claro. Até lá, eu não irei mais responder nada a respeito dessas alegações.

Eu gostaria de aproveitar a oportunidade para agradecer aos meus fãs, a minha família, aos meus amigos e aos meus colegas de equipe por todo o apoio que têm me dado nos últimos dias. Espero que, agora, eu possa focar no meu treinamento e ganhar medalhas para o meu país.”

Seu desabafo rendeu comentários de apoio ao atleta. Para que você tenha ideia, até o fechamento desta matéria, o post contava com 62.962 curtidas, 3.102 compartilhamentos e 4.442 comentários.

leiamais-cinza-novo
icon texto_menor  DOPING: TREINADOR AMERICANO SE DEFENDE
icon texto_menor  DOPING: MO FARAH APOIA SEU TREINADOR

Entenda o caso
A história  começou quando o coach de Mo Farah foi acusado pela  rede britânica BBC, em parceria com a  ProPublica, de estar envolvido em diversos casos de doping. Segundo informações do documentário divulgado pela rede britânica, Rupp supostamente teria ingerido substâncias proibidas para o aumento de performance desde os 16 anos, tudo incentivado pelo técnico Salazar.