Corrida de rua combate os efeitos da idade

Atualizado em 21 de dezembro de 2017
Mais em Notícias

Quem pratica atividade física sabe que caminhar é um excelente exercício para se manter jovem. Não é por acaso que as pessoas que andam ou praticam a corrida de rua normalmente têm menor incidência de obesidade, artrite, doenças cardíacas e diabetes, assim como um tempo de vida mais longo quando comparadas aos sedentários.

A capacidade de andar, porém, tende a diminuir com a idade. É comum que as pessoas mais velhas, cujo exercício primário geralmente é caminhar, comecem a dar passos mais vagarosos e com maior dificuldade, cansando facilmente. Analisando esse quadro, pesquisadores da Universidade do Colorado, na Califórnia, passaram a se perguntar se essa decadência comum entre os mais velhos é realmente inexorável ou se esse quadro pode ser retardado ou até revertido por outros tipos de exercício, como a corrida de rua.

Para responder a pergunta eles analisaram homens e mulheres com idades entre 60 e 70 anos. Metade dos voluntários caminhou três vezes por semana durante 30 minutos ou mais. Os outros apostaram na corrida de rua seguindo a mesma lógica. Durante os testes os voluntários caminharam ou correram em esteiras projetadas para medir como os pés dos idosos batiam no chão, a fim de avaliar a biomecânica, assim como usaram máscaras que mediam seu consumo de oxigênio para mensurar como estavam evoluindo nas atividades.

leiamais-cinza-novo
icon texto_menor  DÊ UM UP NA IMUNIDADE COM A CORRIDA
icon texto_menor  CORRER FAZ VOCÊ FICAR MAIS INTELIGENTE?

Chegou-se à conclusão de que o sistema muscular dos corredores foi capaz de usar o oxigênio com maior eficiência do que o dos caminhantes durante os testes. O segredo para isso, segundo um dos pesquisadores, estava na intensidade do exercício que, quando elevado, era capaz de tornar o corpo mais eficiente. Já os caminhantes tinham uma economia de energia similar a de pessoas sedentárias da mesma idade – apenas com o benefício de não perderem a capacidade de andar com tanta facilidade. A corrida de rua é, portanto, um aliado para driblar o envelhecimento do organismo, te ajudando a se manter jovem por mais tempo.

Que tipo de exercício fazer
Para que você se mantenha jovem e ganhe ainda mais benefícios para a sua saúde, é importante, portanto, apostar em alguns exercícios específicos que são bons aliados de um envelhecimento saudável. A corrida de rua está nesta lista, já que quando feita em intensidade adequada (de acordo com a orientação do seu treinador) ela ajuda a aumentar a resistência física e a disposição – além de auxiliar ainda mais no controle do peso e, consequentemente, do colesterol.

Além da corrida de rua é importante fazer musculação (umas das atividades mais recomendadas para o bom rendimento nas passadas) três vezes por semana. Ela atua diretamente no fortalecimento do corpo, na manutenção e força da massa muscular e na densidade óssea. Os exercícios de equilíbrio também devem fazer parte dessa rotina de treinos, já que eles reduzem os riscos de lesões muitas vezes causadas pelas quedas em idosos.

(Fonte: Elaine Biffi, médica especialista em geriatria pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia)