Corredores de BH agitam Night Run

Atualizado em 05 de agosto de 2016
Mais em Notícias

Com a temperatura na casa dos 15ºC e com ameaças de chuva, Belo Horizonte foi palco da Etapa Marte da Night Run. A prova, que costuma atrair os corredores para as ruas durante a noite, recebeu os apaixonados pela corrida para os percursos de 5 e 10 km.

leia-mais-cinza
icon texto_menor PARTICIPOU DA NIGHT RUN BH? CONFIRA AQUI SEU RESULTADO

Munida de energia, música alta e agitação, as ruas da Praça da Pampulha ficaram preenchidas com as luzes dos corredores que, mesmo com as condições climáticas, marcaram presença e prestigiaram o local.

Entre os corredores, estava a estreante Mônica Martinez, de 23 anos. A estudante escolheu a Night Run como sua primeira prova, e não se decepcionou. “Estou muito feliz. Foi uma festa muito linda, cheia de gente animada e música alta. Por um momento esqueci da chuva e que estava correndo”, brinca a corredora.

“Fiz meus primeiros 5 km hoje, em prova. Foi muito gostoso porque consegui correr sem parar. Estava com um pouco de medo, por achar que não conseguiria. Mas, fui até o fim e fiz a prova em 35 minutos. Agora, quero bater este tempo. Vou continuar treinando”, explica a estudante.

Quem também marcou presença foi Meire Martos de Vasconcelos. Participante assídua das corridas de rua, a advogada de 59 anos, gostou percurso. “Eu adoro correr na Pampulha. O local para a prova não poderia ser melhor. Adorei correr os 10 km hoje. Fiz em 46 minutos. Foi incrível”, conta.

“Eu comecei a correr porque meu médico indicou. Como eu havia parado de fumar, ele me incentivou a escolher alguma coisa que suprisse esta falta. E a corrida apareceu bem neste meio tempo. É uma motivação todos os dias. Eu me sinto viva, renovada e até mais jovem. É muito bom e não quero parar tão cedo”, festeja Meire.

Carlos Almeida Garcia, funcionário público de 39 anos, usou a Night Run como forma de quebrar sua marca pessoal. “Decidi correr hoje porque queria diminuir meu tempo. Achei que uma corrida noturna seria mais fácil e acertei: terminei os 10 km após 49 minutos. Foi um avanço”, comemora Carlos.

“Sempre participo das provas porque adoro a organização, o clima e a sensação boa que a corrida traz. É um esporte tão legal, pois aproxima as pessoas e une todos a favor da qualidade de vida. É muito show”, encerra o corredor.

icone-foto
[nggallery id=25]