Circuito do Sol toma as ruas do RJ

Atualizado em 05 de agosto de 2016
Mais em Notícias

O Rio de Janeiro amanheceu, neste domingo (01), nublado e com temperatura amena para receber o Circuito do Sol. A prova, que abre o calendário de corridas da O2, recebeu 5.500 corredores que tomaram as ruas do Aterro do Flamengo. Com  largada em frente ao Monumento aos Mortos da Segunda Guerra Mundial, o percurso tinha corridas de 5 e 10 km.

A bancária Eleonora Pacheco, de 39 anos, aproveitou as férias no Rio de Janeiro para participar da prova. “Como sou de São Paulo e vim para o Rio passar as férias, pensei que participar de alguma prova seria ótimo para minha estadia. E foi o que aconteceu: é uma delícia correr aqui, e a prova estava muito boa. Adorei a experiência”, conta a corredora.

“Corri 5 km em 33 minutos e fiz uma boa prova. Não me cansei, estava disposta o tempo inteiro e foi muito gostoso. Ainda aprovei o percurso, com os pontos de hidratação e atenção da organização. Muito bom!”, encerra Eleonora.

Participando pela segunda vez da edição do Circuito do Sol, o funcionário público Leonardo da Silva Ferreira, de 28 anos, usou a prova para iniciar o seu calendário. “Eu adoro correr este circuito por ser o primeiro que participo e pela energia que ele transmite aos corredores. Foi muito gostoso, corri 10 km em 53 minutos”, afirma Leonardo.

leiamais-cinza-novo
icon texto_menor PARTICIPOU DO CIRCUITO NO RIO DE JANEIRO? VEJA O SEU RESULTADO

“Eu comecei no esporte por pura curiosidade e fui criando gosto. A cada treino, a cada novo quilometro fui me apaixonando ainda mais. Hoje, depois de 2 anos, já consigo terminar bem uma prova de 10 km e, daqui para a frente, só penso em aumentar a distância – e, claro, meu bem-estar”, comenta o funcionário público.

Quem também acordou cedo para aproveitar o Sol na cidade Maravilhosa foi a estudante Maria Luiza Galanos, de 23 anos. “Eu adoro correr, principalmente as provas da O2. Participo de todas e não poderia deixar de lado a primeira. O percurso é bom, sem dificuldades e a agitação dos outros participantes é contagiante. Nem percebi o tempo passar”, afirma.

Essa foi a terceira participação da estudante no Circuito do Sol. “Comecei a correr para entrar em forma e agora não paro mais. Hoje não me vejo longe da corrida e de outras atividades físicas. Foi o melhor que fiz para meu corpo, mente e, claro, autoestima”, lembra.

A etapa do Circuito do Sol se encerra no próximo domingo (07 de fevereiro), com a prova em São Paulo.

icone-foto

[nggallery id=133]