Circuito das Estações empolga Salvador

Atualizado em 04 de agosto de 2016
Mais em Notícias

A manhã do último domingo (19 de julho) foi bastante agitada para os amantes de corrida de rua em Salvador. Os 4.500 corredores foram à orla da praia Jardim de Alah, no bairro Costa Azul, para disputar a Etapa Inverno do  Circuito das Estações, segunda etapa da prova que compõe o circuito de corridas da O2.

Os corredores puderam se desafiar nos 5 km ou 10 km em um dos percursos mais festejados entre os devoradores de quilômetros. E como a prova é conhecida por permitir que muitos atletas baixem seus tempos, diversos deles disparam no trajeto da prova.

Apaixonado pelo Circuito das Estações, Marcos Reis, médico-cirurgião, 56 anos, escolheu os 10 km. “Esta já é uma prova consagrada em Salvador e eu sempre participo. É um sucesso. Corri muito bem e foi só alegria”, avalia o corredor que fechou o percurso em 52 minutos. A corrida já faz parte de sua vida há 15 anos, sendo que ele já correu até maratonas. “Eu fui médico do exército por 28 anos e sempre estive ligado aos esportes. Mas a corrida é minha paixão e os 10 km são minha cara”, diz. Reis treina seis vezes por semana e complementa os treinos com musculação. “Sempre faço intervalados, fartlek e longões.”

Margarida dos Santos Bittencour, aposentada, 67 anos, é outra que não perde uma edição da prova. Ela participou da Etapa Outono, no começo do ano, se empenhou nesta Etapa Inverno e já está se preparando para as outras duas provas, Primavera e Verão. Seu lema é que não há empecilhos para a corrida. “Comecei a correr há três anos, por necessidade, para me movimentar, sair do sedentarismo e cuidar da minha saúde”, conta a atleta que correu um pouco acima do seu tempo ideal. “Fiz 47 minutos nos 5 km, Queria melhorar meu tempo recorde, que é 37 minutos, mas não foi possível, tive que dar uma parada.”

leiamais-cinza-novo
icon texto_menor  PARTICIPOU DA ETAPA INVERNO DO CIRCUITO DAS ESTAÇÕES SALVADOR? CONFIRA O SEU RESULTADO AQUI

Ela foi apresentada ao mundo das corridas por seu filho, Ranieri Bittencour, que é personal trainner e se encarrega pessoalmente da preparação da mãe. Com ótimo desempenho para sua idade, ela não vê a corrida como uma atividade competitiva (apesar de buscar melhoras em seus tempos), mas sim como aspecto fundamental nos cuidados com sua saúde. “Sou diabética e hipertensa. A corrida melhora muito minha saúde. Só evito cometer excessos (ao correr)”, diz a aposentada.

Quem também fez o percurso menor foi Wellington Moreira dos Santos, funcionário público, 36 anos. “A prova foi nota 10 pelo clima de animação, participação da galera, aquecimento e organização”, elogia o participante que fez o percurso em 28 minutos. “Corri em um ritmo forte, com pace na casa dos 5 minutos, mas mesmo assim essa não é minha melhor marca. Na Etapa Fogo da Night Run deste ano, por exemplo, terminei os 5 km em 25 minutos”, lembra.

Esta é a segunda etapa do circuito de corridas de rua que faz com que você corra o ano todo, já que cada uma das fases ocorre em uma das estações do ano. Em 2015, o Circuito das Estações completa 10 anos, e a próxima edição da prova será dia 2 de agosto em Curitiba.

icone-foto

[nggallery id=236]

icone-foto Instagram #vocechegala 

[justified_image_grid instagram_tag=vocechegala]