Cearenses se revezam na Maratona PA

Atualizado em 05 de agosto de 2016
Mais em Notícias

Chegando a sua 13ª edição, a Maratona de Revezamento Pão de Açúcar atraiu 10 mil corredores na manhã deste domingo (27). Os corredores puderam correr a prova em duplas, quartetos e equipes de oito, disputadas na Praia de Iracema.

leia-mais-cinza
icon texto_menor  PARTICIPOU DA MARATONA DE REVEZAMENTO EM FORTALEZA? CONFIRA SEU RESULTADO AQUI 

Com boa organização e clima agradável entre os corredores, o trabalho em equipe foi fundamental para completar a prova. É o caso do grupo da servidora pública Mariana de Castro Neves, de 29 anos, que participou com oito colegas da academia. “Participamos de corridas feitas pela academia, mas esta é a primeira maratona que participamos todas juntas. Foi um momento mágico”, explica a corredora.

“Todas nós gostamos de nosso desempenho. Foi muito satisfatório. A união entre nós foi incrível e terminamos bem os 42 km. É uma alegria imensa”, festeja Mariana.

Já Alessandro Freitas, de 41 anos, participou em uma equipe de dois, composta junto com seu amigo Jorge Farias, de 39 anos.“Nós sempre treinamos juntos, mas cada um em seu tempo. Decidimos participar do revezamento para ser um estímulo a mais para nossa corrida. E eu só tenho a agradecer a ele por me proporcionar este momento tão bom”, afirma

“Em nossa empresa, temos um grupo de corrida, mas ninguém corre 42 km. Foi neste momento que decidimos ir além e superar nossos limites. Terminamos a prova muito bem e foi um trabalho ótimo”, explica o administrador de empresas.

Superando o sedentarismo e problemas de coração, a corredora Marisa Figueira Pedrosa, de 45 anos, participou da maratona com mais três familiares. “Eu comecei na corrida como forma de me manter saudável. Tive muitos problemas de saúde, inclusive de coração, e meu médico indicou a corrida. Desde então, não parei mais. E incentivei meus filhos e meu marido a correr também”, comenta a bancária.

“Sempre corremos juntos, mas nunca tínhamos participado de uma prova de revezamento. Meu filho mais velho (Lucas Figueira Pedrosa, de 29 anos) nos inscreveu para esta maratona e estamos muito contentes de cruzar a linha de chegada. Foi um momento gostoso, corremos super bem e tivemos a chance de estarmos todos juntos. A organização está de parabéns”, finaliza

leia-mais-cinza
[nggallery id=24]