10 Milhas acelera corredores do Rio

Atualizado em 05 de agosto de 2016
Mais em Notícias

Os corredores que curtem desafios de performance tiveram uma bela prova, neste domingo (10 de maio). Cerca de 5 mil pessoas acordaram cedo nesse Dia das Mães para participar da segunda e última etapa das 10 Milhas, no Rio de Janeiro. Os percursos de 5 e 10 milhas (8 km e 16 km), caíram no gosto de quem testa a transição para a meia-maratona e para os 10 km, respectivamente.

E os devoradores de quilômetros fizeram bonito ao mostrarem empolgação e pintar o Aterro do Flamengo de vermelho e preto, as cores da camiseta da prova e do time que leva o nome do bairro.

Os objetivos com a prova eram dos mais diversos. Celso José de Faria Viana, advogado, 32 anos, correu as 10 milhas para se preparar para a Maratona do Rio de Janeiro, prova que já participou em 2008, mas que pretende completar novamente este ano. “Eu já fiz a maratona do Rio e, também, a de Nova York, em 2010. Mas faz tempo que estou afastado das provas de 42 km. Como meu objetivo deste ano é voltar para essa distância, usei as 10 Milhas como parte do meu treino, que começa a ficar mais focado na maratona do Rio, a partir de agora”, conta. Para isso, ele treina de duas a três vezes na semana, fazendo distâncias de 10 km, além do longão no fim de semana, quando corre 15 km. “A 10 Milhas foi ótima para que eu avaliasse meu desempenho nos treinos. Essa é uma prova desafiadora e fiquei feliz com o meu resultado. Mantive um pace aproximado de 6 minutos por quilômetro e fechei o trajeto dentro do que eu esperava.”

leiamais-cinza-novo
icon texto_menor  PARTICIPOU DA PROVA 10 MILHAS NO RIO DE JANEIRO? CONFIRA O SEU RESULTADO

Quem também optou pela maior distância foi Romero Correa de Oliveira, que trabalha com tecnologia da informação e tem 43 anos. “Essa foi a primeira vez que fiz uma prova de 16 km e gostei do resultado. Minha meta era testar minha performance e resistência, por isso, queria completar a distância em até 2 horas. Fechei o percurso quatro minutos antes disso, mantendo um pace aproximado de 7 minutos por quilômetro”, conta animado. O corredor, que se dedica às passadas há dois anos, sempre pedalou, mas foi motivado pela esposa a começar a correr. “Quando minha mulher saia para treinar eu ia junto, para acompanhá-la. Acabei me encantando com o esporte e hoje é muito mais difícil pegar a minha bike para pedalar do que colocar os tênis para correr.”

Já a administradora de empresas Matina Tsuge Trugilho, 23 anos, pretendia completar as 10 milhas, mas, por conta de dores nos joelhos, precisou fazer o menor percurso. “Para mim, a prova serviu como preparação para a Meia-Maratona do Rio de Janeiro, que farei no meio do ano. Infelizmente, não pude fazer os 16 km, mas mesmo nos 8 km já deu para testar como estão os meus treinos. Eu gostei da prova e do meu resultado. Agora, é continuar cuidando da minha lesão para estar pronta para os meus primeiros 21 km no meio do ano”, avalia. Marina correu ao lado do namorado, o advogado Augusto Pesatana, 26 anos. “Fizemos todo o percurso juntos e mantivemos o ritmo que fazemos para corridas de 15 km, já que a ideia no começo era fazer as 10 milhas. Por isso, fechamos o percurso com 48 minutos, o que está dentro do objetivo”, concluiu a corredora.

icone-foto

[nggallery id=195]

icone-foto Instagram #novasdistancias

[justified_image_grid instagram_tag=novasdistancias instagram_show_user=no]