Posso começar com longas distâncias?

Atualizado em 27 de abril de 2016
Mais em Iniciantes

Nem sempre as distâncias curtas de provas são suficientes para incentivar um corredor iniciante. Alguns querem começar já encarando grandes desafios, como percursos de 10 km, 15 km e 21 km. Mas qual o risco que o atleta corre ao começar disputando provas de longas distâncias? Nada impede de o corredor começar com provas maiores, porém não é recomendado. A corrida é um esporte muito agressivo para o corpo. Portanto, encarar longas distâncias sem estar preparado pode gerar um estresse muito grande para o organismo.

“Imagine que em uma corrida de 10 km o atleta dá, em média, 20 mil passos, sendo que cada passo gera um impacto de aproximadamente três vezes o seu peso corporal. Tudo isso, em um indivíduo não treinado e, portanto, não acostumado a aguentar tanto esforço. É a receita certa para uma lesão”, explica o treinador Jefferson Brasileiro de Souza. Além de não ter o corpo preparado, o corredor não está acostumado a percorrer aquela distância, o que pode fazer com que ele não consiga controlar o ritmo e “quebre” antes de cruzar a linha de chegada. Provas muito longas exigem, ainda, um bom preparo psicológico para que a ansiedade não atrapalhe o desempenho do atleta. “O ideal seria o corredor iniciar com provas curtas, de 3 km e 5 km, e ir aumentando a distância gradativamente, respeitando sempre a evolução do seu corpo e os descansos entre os treinos”, aconselha o treinador.

(Fonte: Jefferson Brasileiro de Souza, formado em Educação Física e pós-graduado em Biomecânica; trabalha há seis anos com corrida, triathlon e ciclismo)