Guia para se dar bem nos treinos de rua

Atualizado em 27 de abril de 2016
Mais em Iniciantes

Calçar os tênis e sair pelas ruas, alguns acham que só isso é necessário. Mas, na verdade, você precisa contar com algumas estratégias para que os seus treinos de rua sejam bem feitos. Onde correr? Como escolher o percurso? Como ganhar rendimento nas ruas? Saber o que fazer ou não fazer significa que você conseguirá afastar a possibilidade de lesões ou vire uma vítima fácil da violência urbana e do trânsito das grandes cidades. Usando o bom senso e tomando algumas precauções, durante os treinos na rua, você pode evitar dores de cabeça.

Para ajudar na sua segurança, listamos onze pontos importantes para você estar atento ao sair de casa para correr.

1. Conheça o percurso do treinar. Para isso, pesquise informações sobre a altimetria do local (se é plano, se tem subidas, declives, etc.), e saiba o tipo de terreno que encontrará por lá, como grama, cimento, asfalto, etc. Lembre-se de que o ideal é alternar alguns treinos fora do asfalto, para diminuir o impacto nas articulações.

2. Se no seu percurso não há subidas e descidas, procure incluir lugares assim para alternar os treinos. Claro, sempre respeitando o seu nível de condicionamento.

3. Informe-se quanto à segurança do local e procure não sair para correr sem uma identificação. Pense que se alguma coisa acontecer, alguém precisará ser avisado.

leiamais-cinza-novo
icon texto_menor  4 ESTRATÉGIAS PARA SE DAR BEM NA PROVA
icon texto_menor  TROTE LEVE: BOM PARA O AQUECIMENTO
icon texto_menor  7 FORMAS DE APROVEITAR MELHOR A CORRIDA

4. Se possível, não corra sozinho à noite. Mesmo que você se sinta mais confortável nesse período. É sempre mais seguro correr, quando tem mais gente na rua. Se você costuma correr sozinho, tente encontrar um grupo de corrida, assim você terá parceiros.

5. Esteja atento à hidratação. Hoje, existem cintos próprios para carregar o squeeze.

6. É sempre uma boa ideia ter, ao menos, algum dinheiro com você. Por exemplo, se o tempo estiver muito ruim ou algum ferimento começar a incomodá-lo, você pode precisar de um táxi ou ônibus para voltar para casa. O dinheiro também pode ser útil, quando você precisar comprar uma água, uma bebida esportiva ou algum petisco durante o treino.

7. Evite alternar a corrida da calçada para a rua. Observe, também, se há buracos no seu trajeto e muito cuidado com os obstáculos de sinalização que ficam na calçada. Isso pode ajudar a evitar torções e até lesões mais graves.

8. Cuidado com os motoristas. Lembre-se que muitos deles não prestam atenção aos corredores porque estão ouvindo rádio, falando no celular ou olhando para um mapa no GPS. Não assuma que os motoristas podem vê-lo a qualquer momento ou que deixarão você passar, quando o sinal está verde para o pedestre. Certifique-se de fazer contato visual com os carros nos cruzamentos antes de atravessar.

9. Preste atenção nos ciclistas e nos outros corredores. Mesmo se você estiver correndo em um parque, onde não há carros, sempre tem alguém passando ao seu lado, e pode ser outro corredor ou um ciclista. Se você está próximo de outra pessoa e precisar ultrapassá-la, comunique-se com ela e deixe-a saber, que você está por perto.

10. Um bom aquecimento é sempre importante antes de iniciar a corrida. Você pode, inclusive, começar com uma caminhada.

11. Também tenha atenção para não se exceder e percorrer distâncias maiores do que está condicionado. Tente reconhecer o seu limite e tente não aumentar mais que 10% do que está acostumado a correr por semana.

(Fonte: Vanessa Delavy, coordenadora do grupo de corridas Cia Athletica São Paulo)