Corrida de rua: como escolher seu treinador

Atualizado em 27 de abril de 2016
Mais em Iniciantes

Se você é novo na corrida de rua, provavelmente, já se perguntou sobre a importância, ou não, de correr com o auxilio de um treinador. É claro que você consegue treinar sem a presença obrigatória de um coach, mas as chances de você ter um monte de dúvidas são grandes. E é o treinador que pode ajudá-lo a responder essas questões, além de guiá-lo para que você se torne um bom corredor. Ele não só irá definir o seu programa de treinamento de corrida, como também vai manter a sua motivação e será responsável por desafiá-lo com uma variedade de exercícios.

Mas como identificar o treinador ideal? Essa escolha deve estar baseada, principalmente, na formação do profissional e no resultado que ele entrega aos seus alunos, além de você precisar ter afinidade com o seu coach, claro. Ter um bom profissional ao seu lado fará com que a performance melhore e que o risco de lesões diminua.

Para acertar na escolha, siga as três dicas a seguir e faça boas corridas.

1. Identifique suas necessidades
Como você é novato, escolher um treinador de nível profissional não será a melhor opção. Treinadores de assessorias de corrida de rua, que trabalhem com outros iniciantes, podem entender alguns dos obstáculos que você terá de superar. Dentre eles está estabelecer metas, escolher os tênis ideais, aprender a mecânica da corrida, orientar a sua alimentação, aprender a diferença entre os diversos tipos de exercícios que farão parte dos seus treinos, fortalecer a musculatura e listar suas estratégias na corrida.

leiamais-cinza-novo
icon texto_menor  ENCONTRE O SEU TREINADOR IDEAL
icon texto_menor  4 MANEIRAS DE ESCOLHER (BOAS) METAS
icon texto_menor  7 FORMAS DE APROVEITAR MELHOR A CORRIDA
icon texto_menor  FORMADOR DE OPINIÃO X TREINADOR

2. Entenda suas limitações
Seja honesto e anote tudo o que acontece em sua vida fora da corrida de rua, para saber como e quando poderá se dedicar aos treinos. Você deve incluir aqui a sua família, o seu trabalho, possíveis viagens, hobbies e compromissos regulares. Esses são fatores externos importantes que podem ter um efeito positivo ou negativo no seu treino. E é importante que o seu treinador esteja ciente dessas limitações para poder prescrever uma programação de treinos condizente com sua agenda. Correr é mais um dos inúmeros compromissos diários que você terá e é preciso ter certeza de que ele se encaixará bem na sua rotina, para manter um estilo de vida equilibrado, feliz e saudável.

3. Faça as perguntas certas
É preciso investigar bem, para que você identifique o seu treinador de corrida de rua ideal e com uma experiência que se encaixa com o que você procura. E, para isso, é importante fazer perguntar certas aos potenciais candidatos, antes de se comprometer com um programa de treinamento. Por exemplo: procure saber qual é a formação do treinador, como ele descreve sua filosofia de treinamento, quanto custa, o que está incluído no serviço, quando irão se encontrar (diariamente, semanalmente, mensalmente), levantar exemplos de histórias de sucesso com corredores que tenham propósitos semelhantes aos seus.

(Fonte: Joaquim Ferrari, diretor da assessoria esportiva Joaquim Ferrari Treinamento Outdoor, no Rio de Janeiro)