A importância do descanso para o corpo

Atualizado em 27 de abril de 2016
Mais em Iniciantes

Trabalho, estudos, obrigações familiares e com o lar, completar a planilha corretamente e ainda arranjar tempo para a academia. Ufa! Talvez você tenha coisas demais atrapalhando sua recuperação. Para o atleta, o descanso para o corpo é tão importante quanto todo o resto. Veja dicas para não furar essa premissa básica e também modos de evitar o desgaste excessivo.

Músculos em foco
Para se desenvolver, a musculatura precisa do treinamento (quando é colocada à prova) e do descanso, quando se recupera e cresce mais forte e resistente. Muito treino e pouco descanso para o corpo podem gerar fadiga excessiva, queda de rendimentos e lesões! Portanto, divida seus treinos sempre deixando um espacinho para relaxar.

Uma atrás da outra não!
Participar de provas é divertido, desafiador. Mas fazer uma por final de semana não é boa opção. Além de forçar demais a sua musculatura, por causa da alta exigência de uma competição (que é muito maior que nos treinos), você aumenta consideravelmente o risco de lesões como tendinite e fratura por estresse. De quebra ainda perde rendimento…

Descanso faz bem
É difícil estabelecer um tempo certo, mas estudos garantem que o corpo precisa de 24 horas de descanso entre os treinos resistência (que não exigem tanto da musculatura e geram menos impacto) e até 48 horas para os treinos de potência. Intercale, portanto, corridas mais leves com as de potência em sua rotina de treinamento.

Imunidade baixa
Se o descanso para o corpo não for suficiente, o atleta pode sentir sua imunidade baixar, ocasionando em quadros repetitivos de gripes e resfriados em um curto espaço de tempo. Isso porque o corpo entra em pane com tanto trabalho para atender todas as exigências de um treino. O remédio? Descansar, claro!

(Fonte: professora Fabiana Barcelos Contrera, graduada em Educação Física e pós-graduada em treinamento desportivo).