8 erros comuns aos corredores novatos

Atualizado em 29 de abril de 2016
Mais em Iniciantes

Você começou a correr e está superempolgado com os treinos e com a prova para a qual já está inscrito. Por conta disso, nem percebe que não está usando uma roupa adequada para a corrida de rua, quer treinar dia sim, outro também, e, por causa da adrenalina, às vezes, até se esquece de se hidratar corretamente.

Você já viu ou passou por alguma dessas situações? É comum os corredores novatos cometerem alguns erros. No entanto, essas atitudes podem ser muito prejudiciais para o bom rendimento na corrida. Por isso, elencamos as oito atitudes que precisam passar bem longe de você para que as passadas evoluam de forma progressiva.

1. Roupas inadequadas
A escolha da roupa certa para correr é essencial. Existem diversas opções no mercado, com materiais diferentes e apropriadas para o frio ou calor. Imagine só usar calças no verão do nordeste brasileiro? Você precisa saber que tipo de clima o espera nos treinos para que a sua roupa não interfira negativamente no rendimento.

leia-mais-cinza
icon texto_menor  10 DICAS PARA CORRER EM SEGURANÇA
icon texto_menor  5 DICAS PARA MELHORAR A SUA ROTINA DE TREINOS
icon texto_menor  TREINO DE FORÇA PARA CORREDORES NOVATOS

2. Treinar todos os dias
Atletas de alto rendimento têm um volume grande de treinos, exigindo que eles treinem praticamente todos os dias. Mas essa não é a sua situação. Corredores amadores precisam ter como parte do treinamento o dia de descanso, pois ele também é importante para a recuperação muscular.

3. Esquecer a hidratação
Correr com uma garrafa de hidratação pendurada na cintura às vezes é desagradável, mas você precisa dar atenção a ela. Se você se incomoda em estar com a água sempre ao lado, ao menos coloque no bolso dinheiro para comprar uma bebida durante os treinos e ao final deles. 90% do plasma sanguíneo é composto por água. E na desidratação, você trabalha com frequências cardíacas mais elevadas para levar a mesma quantidade de sangue para os músculos. Resultado: gasto desnecessário de energia e perda de rendimento.

4. Escolha do tênis errado
Use o tênis apropriado para cada tipo de terreno, treino e ideal para a sua pisada. Treinos longos, por exemplo, exigem um pisante com mais absorção, enquanto que os tênis minimalistas são ideias para a corrida curta ou na areia fofa, por exemplo, por diminuírem a instabilidade.

5. Intensidade do treino
Procure correr com pessoas que tenham o condicionamento próximo do seu. Tentar acompanhar amigos com um condicionamento bem melhor pode ser um risco de lesão para o mais lento ou monotonia para o mais condicionado.

6. Ignorar a dor
Entenda melhor o seu corpo para saber se determinadas dores são graves ou não. Ignorar o incômodo é um erro comum entre os corredores, uma vez que eles têm medo de ficarem afastados das ruas. Mas lembre-se que se essa dor evoluir para algo mais sério você terá de ficar muito mais tempo de molho. Por isso, ao menor sinal de lesão não hesite em consultar um médico.

7. Ficar refém do relógio
Tem gente que não sabe treinar sem as informações de pace ou velocidade fornecidas pelos tecnológicos relógios que existem hoje no mercado. Eles são ótimas ferramentas para os treinos, mas você não pode se torar refém da tecnologia. É importante realizar treinos sem esses gadgets para que você possa conhecer o seu corpo e entender como ele funciona em cada ritmo e variedade de treino.

8. Desprezar os alongamentos
A tríade do treinamento físico consiste em exercícios cardiorrespiratórios, exercícios de força e exercícios de alongamento. São esses últimos que vão melhorar a harmonia de suas articulações, principalmente dos joelhos e da coluna lombar, tão vulneráveis a lesões decorrentes da corrida excessiva.

(Fonte: Emerson Damásio, diretor técnico da Health Team Assessoria Esportiva – PE)