4 estratégias para se dar bem na prova

Atualizado em 27 de abril de 2016
Mais em Iniciantes

Fim de semana é hora das provas de corrida de rua. E você decidiu estrear nas competições. Já faz treinos regulares, se alimenta de forma correta, cuida da hidratação e aposta em programas de fortalecimento muscular, tudo certo para que você se dê bem nas ruas. Mas, mesmo assim, sente que não está totalmente preparado para esse novo passo. O que pode estar faltando é o preparo mental.

Tão importante quanto estar com o corpo preparado para a prova é estar com a cabeça bem preparada para a nova situação. Por que, às vezes, mesmo estando em forma, o corpo não reage como deveria, deixando que o tédio ou o desconforto das passadas tomem conta da situação. E você não quer ter uma experiência ruim em provas logo na sua primeira tentativa, não é mesmo?

É claro que isso também depende da prova que você vai fazer e de qual é o tamanho do seu desafio. Existem competições mais complicadas que outras, mas quando se é iniciante o melhor é não arriscar tanto. Para estar com a cabeça fresca, o importante é que o preparo mental seja feito durante os treinamentos do dia a dia. Isso faz com que você fique consciente das dificuldades que enfrentará no percurso, além de preparar você psicologicamente para o esforço que vai encontrar pela frente.

leiamais-cinza-novo
icon texto_menor  6 DESLIZES QUE PODEM ATRAPALHAR SUA CORRIDA
icon texto_menor  RESULTADOS: EM QUANTO TEMPO ELES APARECEM?
icon texto_menor  3 MANEIRAS DE DAR UM UP NOS TREINOS

Se você souber prever as possíveis dificuldades e tiver foco, mentalmente estará preparado para qualquer desafio. E, melhor, poderá curtir a prova como deve ser. Lembre-se de que o preparo psicológico faz parte de um dos leques da evolução esportiva. Mas ele depende (e muito) do tipo de preparação que você está fazendo e da vontade que tem de chegar ao sucesso.

Quer algo mais palpável? Reunimos quatro estratégias que podem ser usadas por você, para preparar a mente para a prova.

1. Tenha metas
Se você está lutando para conseguir cruzar a linha de chegada e já está quase entregue às dores recorrentes do esforço feito durante a corrida, não se concentre em quanto você ainda precisa correr. Apenas, se preocupe em chegar ao próximo marcador de quilômetros, a próxima parada de água ou a outro marco da competição. Conquistado esse objetivo, continue estabelecendo pequenas metas no meio do percurso, para que você não se sinta sobrecarregado por pensar sobre o quanto ainda falta para fechar o percurso.

2. Olhe o “copo” meio cheio
Não pense nos treinos ruins que você fez. Em vez disso, concentre-se nas corridas em que se sentiu realmente forte e confiante e imagine-se correndo da mesma forma que fez no dia do treinamento.

3. Tenha no outro uma inspiração
Concentre-se em alguém na sua frente como se fosse pegá-lo. Imagine que você está preso a ele por uma linha. Em seguida, tente ficar cada vez mais próximo e vá melhorando o seu ritmo.

4. Conversa mental
Às vezes, dar a si mesmo algumas palavras de incentivo pensando em frases como “Eu posso fazer isso” ou “Eu estou forte” podem ajudá-lo a passar por uma fase mais difícil.

(Fonte: Ronaldo Martinelli, professor do programa Bio Running da academia Bio Ritmo)