Prepare-se para a nova temporada

Atualizado em 14 de janeiro de 2015
Mais em Treinamento

Janeiro é a hora de começar a colocar em prática todos aquelas promessas que foram feitas em dezembro. E se na lista encontra-se “participar de uma prova” não fique desesperado, ainda mais se você for um iniciante, seja no triathlon ou no ciclismo. Com a ajuda do professor Rubens Santoro, gerente de ginástica da Cia. Athletica unidade Kansas, elaboramos um mini-guia para você saber o que focar e quanto tempo separar do seu calendário para os treinamentos. Confira as dicas.

leiamais-cinza-novo
iconezinho  NEM MAIS NEM MENOS NAS PROVAS
iconezinho
  TREINE COMO SE ESTIVESSE EM UMA PROVA

Defina objetivos primários e secundários

Primeiramente, uma boa temporada depende da dedicação aos treinos. Para a definição do calendário, será necessário que a pessoa conheça bem o seu limite físico e o tempo disponível para os treinamentos. Feito isso, é hora de se pensar no calendário, com um objetivo secundário (provas testes) e um principal. Em se tratando de atletas amadores, em média se tem uma prova principal no semestre, que deve ser escolhida previamente para a preparação do calendário. Isso é de suma importância, pois só assim conseguirá alcançar o objetivo.

Tempo de preparação

Para provas de endurance, como o Ironman (3,8 km de natação, 180 km de ciclismo e 42 km corrida) ou uma prova de ciclismo como o Audax (600km), serão necessários de 16 semanas (atletas mais experientes) a 22 semanas (atletas com menos experiência).

Já provas em etapas como o Giro Delle Dolomiti (Itália), com 6 dias, são necessárias de 22 semanas (atletas mais experientes) a 30 semanas (atletas menos experientes).

Para circuitos como o Troféu Brasil de Triathlon, com 5 etapas no decorrer do ano, é necessário um trabalho de base em um início de temporada e depois a manutenção mais específica dentro de uma periodização.

Número de provas

Provas mais curtas (entre 1h a 3h), que possuem várias etapas ao longo do ano, podem ser feitas até três vezes por semestre. Provas longas (4h a 6h), uma por semestre, ou seja, duas por ano. Já as extra longas (acima de 7h) é ideal que seja feita apenas uma vez por ano. Mas sempre lembrando que tudo depende do condicionamento de cada um bem como o tempo disponível para treinamentos.

Motivação e objetivos secundários

Geralmente se deixa como objetivo uma prova ou competição para o final da temporada e, para manter- se motivado durante o ano inteiro, é importante existir objetivos menores durante a preparação. São provas que servem como testes e que auxiliam na preparação da prova ou competição final.