Mesmo após queda, Casar vence 18ª etapa

Atualizado em 28 de abril de 2016
Mais em Tour de France

Por Daniel Balsa

O francês Sandy Casar teve uma verdadeira prova de superação na 18ª etapa do Tour de France 2007, disputada nesta sexta-feira, entre Cahors e Angoulême, com 211 quilômetros. O ciclista da Française des Jeux se envolveu em um acidente no início com o belga Frederik Willems (Liquigas), mas ainda assim conseguiu se recuperar e vencer a disputa após 5h13min31s.

O acidente entre Casar e Willems, que acabou envolvendo também um cachorro, aconteceu no início da etapa, quando ambos já faziam parte da fuga, que contou com o luxemburguês Axel Merckx (T-Mobile), o francês Laurent Lefèvre (Bouygues) e o holandês Michael Boogerd (Rabobank).

Em decorrência da queda, Willems ficou para trás, mas Casar, mesmo com uma grande escoriação na nádega, continuou no grupo dos escapados. Este foi o segundo tombo do francês no Tour. O primeiro aconteceu nos Alpes e ele ficou ameaçado de não continuar na competição.

Como nenhum dos quatro ciclistas que permaneceram à frente estavam bem classificados, o pelotão adotou a mesma estratégia da etapa de ontem e ficaram apenas controlando a vantagem que a fuga abria, já que amanhã a disputa terá um contra-relógio e os favoritos se pouparam para a prova.

Dos escapados, Lefèvre foi o primeiro a tentar o ataque, faltando seis quilômetros. Ele chegou a abrir uma boa vantagem, mas logo foi alcançado pelos demais. Merckx e Boogerd, ciclista que irão abandonar o esporte ao final do ano, também tentaram, mas não obtiveram êxito.

Casar tentou pela primeira vez quando restavam pouco mais de dois quilômetros. Abriu uma boa vantagem, mas foi alcançado nos 1.000 metros finais, quando os ciclistas ficaram se marcando. Nenhum deles esboçarou o sprint final até a marca de 300 m para a linha de chegada, quando francês resolveu acelerar. Os adversários não tiveram tempo de acompanhar Casar, que ainda cruzou 1s à frente.

Outra boa disputa foi pela quinta colocação, decidida pelo pelotão. A Quick Step realizou um bom trabalho, deixando o belga Tom Boonen, assim como ontem, mais próximo do título na classificação por pontos. Ele ampliou a vantagem que tinha para o sul-africano Robert Hunter (Barloworld) e para o alemão Erik Zabel (Milram).

Como o contra-relógio não há pontuação, Boonen só precisará administrar sua vantagem – 24 pontos para Hunter – na última etapa, em Paris.

O australiano Cadel Evans (Predictor) conseguiu tirar uma ligeira diferença para o líder do Tour, o espanhol Alberto Contador (Discovery). O ciclista se deu bem ao seguir os sprinters no final da etapa, pois este grupo cruzou a linha de chegada três segundos antes do pelotão, onde estava o camisa amarela.

Apesar de ser pouca a diferença tirada por Evans, mostra que o trabalho da Discovery não foi bem feito. Visando manter Contador na liderança do Tour, a equipe liderou o pelotão durante boa parte da prova, deixando a Euskaltel assumir a ponta no final. Logo depois, a Quick Step foi à frente para lançar Boonen e a Discovery permitiu a situação. No final, mal posicionada, não soube precisar onde estava Evans, que tem 1min50s de atraso para o espanhol.

Esta vantagem pode ser revertida na 19ª etapa do Tour de France, marcada para este sábado, quando os ciclistas terão um contra-relógio de 55,5 km entre as cidades Cognac e Angoulême. Pelo retrospecto, Evans tem vantagem sobre Contador e a decisão segue em aberto.

Classificação da 18ª etapa – Cahors – Angoulême, com 211 km:

1- Sandy Casar (FRA/Française des Jeux) 5h13min31s
2- Axel Merckx (LUX/T-Mobile), a 1s
3- Laurent Lefèvre (FRA/Bouygues), m.t.
4- Michael Boogerd (HOL/Rabobank), m.t.
5- Tom Boonen (BEL/Quick Step), a 8min34s
6- Robert Hunter (AFS/Barloworld), m.t.
7- Erik Zabel (ALE/Milram), m.t.
8- Sébastien Chavanel (FRA/Française des Jeux), m.t.
9- Berhard Eisel (AUT/T-Mobile), m.t.
10- Thor Hushovd (NOR/Crédit Agricole), m.t.

CLASSIFICAÇÃO GERAL – após 18 etapas:

1- Alberto Contador (ESP/Discovery) 86h04min16s
2- Cadel Evans (AUS/Predictor), a 1min50s
3- Levi Leipheimer (EUA/Discovery), a 2min49s
4- Carlos Sastre (ESP/CSC), a 6min02s
5- Haimar Zubeldia (ESP/Euskaltel), a 6min29s
6- Alejandro Valverde (ESP/Caisse d'Epargne), a 10min18s
7- Kim Kirchen (LUX/T-Mobile), a 11min36s
8- Yaroslav Popovych (UCR/Discovery), a 12min47s
9- Mauricio Soler (COL/Barloworld), a 13min31s
10- Miker Astarloza (ESP/Euskaltel), a 13min42s