Time de diabéticos encara Volta Ciclística do RS

Atualizado em 05 de agosto de 2016
Mais em Notícias

Com o seu uniforme azul e branco, com a inscrição “changing diabetes” (“mudando a diabetes”), a equipe profissional norte-americana Team Novo Nordisk tem chamado a atenção entre as 20 equipes da 2ª Volta Ciclística Internacional do Rio Grande do Sul, que começou no dia 8 de abril e vai até domingo, dia 12. O motivo é o principal objetivo por trás de todo esforço nos mais de 800 km a percorrer na Volta Ciclística do RS: inspirar os portadores de diabetes a praticar esportes, como o ciclismo.

Considerada a primeira equipe exclusivamente de diabéticos, a Team Novo Nordisk vem para sua segunda competição no Brasil, após o Tour do Rio em 2010. Na 2ª Volta Ciclística do Rio Grande do Sul, estarão presentes Scott Ambrose (NZL), Stephen Clancy (IRL), Corentin Cherhal (FRA), Ben Dilley (USA), James Glasspool (AUS) and Simon Strobel (GER).

leiamais-cinza-novo
iconezinho SP DIVULGA PLANO DE MOBILIDADE PARA BIKES
iconezinho 
VITAMINA D: CUIDADO COM O EXCESSO

A equipe vem como a favorita ao título da Volta no Rio Grande do Sul, após vencer a segunda fase do Tour de Filipinas. “Ganhar para nós é sempre uma coisa importante em todas as corridas. Espero que a minha forma física esteja ainda melhor aqui no Brasil, para que eu possa lutar mais pelos resultados”, disse o francês Corentin Cherhal, de 21 anos, que descobriu ter diabetes tipo 1 aos 17 anos.

Criada em 2007 com o nome de Type 1, a equipe ganhou o atual nome em 2012. Atualmente, o Team Novo Nordisk é formado por atletas homens e mulheres de diferentes países, como Itália, Espanha, Finlândia, Bélgica, Alemanha, França, Irlanda, Nova Zelândia e Austrália. Além das equipes adultas, o Team Novo Nordisk tem um time júnior formado por adolescentes entre 16 a 18 anos de idade.

Segundo o diretor do Team Novo Nordisk e também portador da diabetes, Phil Southerland, em entrevista para o portal da Confederação Brasileira de Ciclismo, a doença não impede os atletas de seguir seus sonhos. Ele afirma que é possível para um portador da diabetes ter uma vida saudável como qualquer pessoa, desde que siga as prescrições corretas no tratamento.

(Fonte: Portal Team Novo Nordisk e Confederação Brasileira de Ciclismo)