Gilbert sem limites

Atualizado em 02 de maio de 2016
Mais em Notícias

Por Fernando Bittencourt

Philippe Gilbert quer chegar mais longe em 2012. O belga, após realizar uma temporada impecável em 2011 que lhe rendeu a liderança do ranking WorldTour da União Ciclística Internacional (UCI), parece não estar satisfeito e afirma que sua meta é melhorar seu desempenho nas próximas temporadas.

“Eu não sei exatamente onde estão meus limites e esta temporada não me mostrou, pois mais uma vez na minha vida conquistei coisas que nunca imaginei. Tenho 29 anos e acredito poder melhorar minhas condições físicas nos próximos dois anos. Depois disso, pretendo me manter em boas condições pelo maior tempo possível. Tenho ainda muito tempo como profissional e muita motivação”, disse o ciclista, que afirmou ter se surpreendido com sua disposição ao concluir o Tour de France.

“Se eu não puder vencer o Tour de Flandres, ficarei um pouco decepcionado, mas não muito, pois não posso reclamar de nada após a incrível temporada que eu vivi em 2011. Vai ser difícil melhorar a minha marca, obtida nas clássicas, mas tentarei de qualquer forma, pois estou muito ambicioso. Desde a Amstel Gold Race eu obtive muitas conquistas e sempre aproveitei muito o momento, pois sabia que poderia ser a última. Acho que a sorte pode fazer a diferença no esporte e, no ano que vem, poderei viver uma temporada como a que viveu Fabian Cancellara neste ano. Quando não se conquista bons resultados, tudo muda”, disse Gilbert sobre a temporada apagada do suíço, após realizar um excelente ano de 2010.

O Rei das Clássicas de 2011 também falou sobre sua última conquista: o prêmio de melhor ciclista belga do ano. Apesar de ressaltar que as vitórias sobre a bicicleta são as coisas que lhe trazem mais alegria, o atleta afirmou que o troféu é muito importante e que nunca havia sonhado com tal conquista, quando se tornou profissional. ”Isto me deixa feliz, pois significa algo. Principalmente porque é a quarta vez”, disse Gilbert.

O ciclista ainda falou sobre seus primeiros planos para 2012. Ao que tudo indica, sua estréia com a camisa da BMC será feita na Volta do Qatar e depois o atleta passará a competir apenas na Europa, segundo relatou ao jornal Het Nieuwsblad.