Excesso de testosterona

Atualizado em 02 de maio de 2016
Mais em Notícias

O alemão Patrick Sinkewitz (PSK Whirlpool), que foi pego em um exame antidoping durante o Tour de France 2007 por uso de testosterona, foi condenado, nesta terça-feira, a pagar uma indenização de 100 mil euros à empresa Förstina, ligada ao ramo de bebidas.

O ciclista alemão era patrocinado pela marca, que cancelou, após a confirmação do doping, uma campanha publicitária baseada em Sinkewitz.

A Förstina argumentou que investiu dinheiro em alguém que afirmava competir de forma limpa, mas o atleta, que competia na época do escândalo pela T-Mobile, não conseguiu confirmar essa imagem.

O envolvimento de Patrick no caso de doping também fez com que a televisão alemã interrompesse a transmissão do Tour de France naquele ano.

Sinkewitz confessou ter usado, além de testosterona em 2007, doping sanguíneo em 2006, e recebeu uma suspensão de um ano. Ele deve retomar sua carreira no GP di Lungano, neste final de semana.