Fernando Siqueira/FS FotografiaFoto: Fernando Siqueira/FS Fotografia

Bike Competition agitou último dia da Shimano Fest

Atualizado em 26 de setembro de 2016
Mais em Notícias

A Shimano Fest não foi apenas um evento que agitou o mercado de bikes e componentes, com exposição de mercadorias e comercialização. No último dia do evento, o domingo (25 de setembro), houve disputas das principais provas do Bike Competition.

No MTB Short Circuit, prova avalizada pela UCI (União Ciclística Internacional), o campeão da prova masculina foi o paulistano Luiz Cocuzzi (Lar/Scott/Shimano). Entre as mulheres, a mais rápida foi a mineira Isabella Lacerda (LM/Sense).  No Criterium por Pontos, Robertinho Silva e Daniela Lionço fizeram uma dobradinha para a Funvic Soul Cycles & Carrefour, importante equipe de São José dos Campos.

Cocuzzi duelou com Rubinho Valeriano, da Specialized Racing BR, por boa parte das 11 voltas no circuito de 1,1km, construído no entorno das demais arenas do evento, e conseguiu se impor na última curva. Ricardo Pscheidt (Trek/Shimano), Wolfgang Soares (Caloi Elite Team) e José Gabriel Marques (Audax/Shimano) completaram a relação dos cinco primeiros.

 

 

“Ganhar uma prova na minha cidade e no evento da Shimano, minha patrocinadora, é muito bom, porque competi na frente de muita gente que conheço e recebi todo apoio necessário. Foi muito gratificante”, comemorou Luiz Cocuzzi.

“Foi uma prova muito intensa e rápida, como é a característica do Short Track. Tentei me poupar ao máximo e mudei minha estratégia para levar na última volta, no sprint. Errei na penúltima curva e foi nos metros finais que se definiu a vitória. Entrei por dentro e o Rubinho abriu. Quando percebi, já não havia mais como ele me ultrapassar”, complementou o atleta paulistano.

Na disputa feminina, Isabella Lacerda dominou desde o princípio. A mineira de Itaúna completou as oito voltas com aproximadamente um minuto de vantagem sobre Danilas Ferreira (FEAC/Franca). Sofia Subtil (Audax/Shimano), Aline Simões (Focus XC Team Brasil) e Amanda Vieira (MTB Quatro) completaram o pódio.

Além de expressar óbvia satisfação pelo bicampeonato na prova da Shimano Fest, Isabella se disse feliz por um motivo singelo: ela chegou pedalando ao Jockey Club, onde foi montada toda a estrutura da feira de quatro dias.

“Vim para o evento de bicicleta. Nunca imaginaria pedalar pela maior cidade do Brasil antes de competir, como fiz hoje, do hotel para cá. Algo impagável”, disse a atual campeã brasileira de Maratona MTB.

Pela manhã, a avenida Lineu de Paula Machado, em frente ao Jockey Club, foi o palco da Criterium por Pontos, que envolveu os ciclistas de estrada. A mesma avenida, meses antes, foi o ponto de chegada da tradicionalíssima 9 de Julho. Aos poucos, o local vai se firmando como cenário de eventos interessantes do ciclismo nacional.

Novamente, a equipe de São José dos Campos se destacou, emplacando uma dobradinha composta por Robertinho Silva e Francisco Chamorro. Joel Prado (Green Piracicaba), Gideoni Monteiro (Memorial Santos) e Emerson Santos (UFF) se situaram entre os cinco primeiros. Gideoni foi o representante brasileiro solitário no velódromo do Rio 2016, na Omnium.

No feminino, Daniela Lionço obteve sua segunda vitória na Lineu de Paula Machado em questão de meses. Campeã da 9 de Julho, ela superou Tatiele Valadares após vencer a última meta volante, a mais importante entre as oito voltas pontuadas. Curiosamente, ela estava trabalhando por sua colega da equipe joseense, a própria Tatiele.

“Nosso objetivo era garantir o título para ela (Tatiele), nossa atleta com características de sprint. No meio da corrida perdemos o controle e mudamos a nossa estratégia. Fizemos vários contra-ataques de sprints e deu muito certo”, disse Daniela. Segundo a organização do evento, o público total que visitou a Shimano Fest foi de 20.500 pessoas.