Downhill até debaixo da terra

Atualizado em 18 de outubro de 2016
Mais em Mountain Bike

A paixão de alguns pelo downhill pode levar a feitos inimagináveis.E a Colômbia, um dos países referência no ciclismo, inovou e tem agora a 1ª pista de downhill subterrânea do mundo. O desafio “Bajo la Tierra” foi idealizado pela Red Bull e o piloto Esteban Zuluaga, que convidaram o campeão panamericano, Marcelo Gutierrez, para inaugurar a pista de 2 km, que liga o alto de uma montanha até a Catedral de Sal, em Zipaquirá, a 50 km da capital Bogotá.

Gutierrez, que visitou a pista algumas vezes, enquanto ela era construída, só deu pequenos toques do que ele achava que deveria ser ajustado antes do desafio. “O Zuluaga é um atleta muito experiente, e junto com a equipe, fez um trabalho incrível, e de um grau de exigência enorme”. E assim como para os construtores da pista de downhill subterrânea, o pior trecho para o colombiano foi pedalar, a 70 km/h, nos 200 metros dentro da Catedral de Sal, com pouca quantidade de luz. E para se aclimatar à escuridão, Marcelo Gutierrez passou algumas horas da noite anterior ao desafio “Bajo la Terra” dentro da caverna com a catedral, para sentir a incidência da luz natural da lua e também, da luz artificial em alguns pontos, como no altar. Ele também deu algumas pedaladas para sentir o terreno.

O ciclista de mountain bike também celebra o fato de a Colômbia ter sediado o desafio, e ter virado notícia no mundo inteiro com a inédita pista debaixo da terra. “O ciclismo aqui é uma paixão enorme, e temos cada vez mais nomes de destaque surgindo, em todas as categorias, como o Dayer Quintana (irmão mais novo de Nairo), que venceu essa semana o Tour de San Luis”. Gutierrez também espera que a pista em Zipaquirá seja mantida, pois é um ótimo caminho para os praticantes de BMX e MTB, além de mais uma atração turística para a cidade.

 

Assista ao vídeo do desafio “Bajo la Tierra”