Aberto de Noa tem três brasileiros no pódio

Atualizado em 05 de agosto de 2016
Mais em Mountain Bike

Neste fim de semana, os brasileiros Raiza Goulão, Isabella Lacerda e Rubinho Valeriano enfrentaram muita neblina, lama e chuva forte em San Javier, na Argentina, durante o Aberto de Noa 2015. O que exigiu força extra para empurrar e carregar as bikes em trechos do circuito, que é válido pela classe 2 do ranking mundial. No entanto, os problemas não impediram os três atletas de chegarem à final e conquistarem o primeiro e segundo lugar na prova feminina e a vice colocação na masculina.

leiamais-cinza-novo

iconezinho  PENTA NA DESCIDA DAS ESCADAS DE SANTOS (SP)

Para a atleta goiana Raiza, da equipe AOO Specialized, o Aberto de Noa foi uma prova de superação, após uma largada mal feita e a queda em uma moita de espinhos. “Por ser um percurso recém montado, com 4,1 km em subidas e descidas íngremes, ficou quase impossível de pedalar com as fortes chuvas. Pode parecer exagero, mas em 90% do tempo era preciso empurrar a bike”, disse a primeira colocada Raiza, que já soma dois pódios nesta temporada. No fim de semana anterior ao Aberto, ela venceu a Taça Brasil em Campo Largo (PR).

Na categoria masculina, Rubinho Valeriano, da mesma equipe de Raiza Goulão, conquistou o segundo lugar, atrás do argentino Dario Gasco e na frente de Franco Molina, também da Argentina.

O próximo desafio dos brasileiros é a abertura da Copa Internacional de MTB, que acontece nos dias 6 a 8 de março, em Araxá.