Santos ampliará sua malha cicloviária em 2015

Atualizado em 05 de agosto de 2016
Mais em Mobilidade

Uma das cidades do Brasil mais propícias para o uso da bicicleta, Santos (SP) ampliará em 15 km sua malha cicloviária, saltando de 35 km para mais de 50 km de ciclovias. O principal investimento será na Zona Noroeste, que receberá 9,3 km de vias exclusivas para bicicletas. A previsão é que as obras sejam entregues até o final de 2015.

A região, uma das mais carentes da cidade, tem a bicicleta como um dos principais meios de transporte. No local, cinco avenidas e ruas receberão ciclovias, incluindo a Avenida Nossa Senhora de Fátima, que ganhará uma extensão. Também está previsto uma ciclovia que cruzará o futuro túnel que ligará as zonas noroeste e leste. A previsão de início é 2017.

leiamais-cinza-novo
iconezinho  SÃO PAULO SUPERA A MARCA DOS 200 KM DE VIAS CICLÁVEIS

“Com os 9,3 km de ciclovias programadas para a Zona Noroeste em 2015 e mais 6,5 km de pistas em construção na Cidade, a malha cicloviária de Santos saltará de 35 km para mais de 50 km”, ressalta Glaucus Farinello, chefe do Departamento de Obras Públicas da Siedi, Secretaria
de Infraestrutura e Edificações, ao site da Prefeitura.

Além disso, estão em fase final de obras as ciclovias nos canais 4, 5 e 6, quatro das principais vias que levam às praias da cidade. Também está previsto a ampliação do Bike Santos, programa de empréstimo de bicicletas da cidade. Em pouco mais de dois anos, mais de um milhão de viagens já foram registradas.

As primeiras ciclovias de Santos foram inauguradas em 2003 e hoje já contemplam boa parte da cidade. São quase 8 km de vias ao longo da praia, da divisa com São Vicente até à área do Porto, e trechos em importantes avenidas como Francisco Glicério, Afonso Pena, Ana Costa, Rangel Pestana e Mário Covas.

Diferentemente de São Paulo, a malha cicloviária de Santos é composta quase que inteiramente por ciclovias, ou seja, vias segregadas das faixas destinadas a carros, ônibu e motos.