A esperança basca

Atualizado em 28 de abril de 2016
Mais em Giro d'Italia

Por Tadeu Matsunaga

Líder da Euskaltel no Giro d´Italia, Igor Antòn chega a corrida italiana com maturidade e certeza para embalar o esquadrão basco. Aos 28 anos, seis deles na elite profissioanl, Antòn foi um dos destaques da última Vuelta a España, onde vestiu a camisa vermelha e mostrou-se forte na luta pelo título. Uma queda, no entanto, obrigou o espanhol a abandonar a prova.

Antòn não esconde o desejo de lutar pelo primeiro lugar na classificação geral e garantir, talvez, a Euskaltel seu primeiro título em uma grande volta europeia. Ele chega à Itália com a certeza de que pode desempenhar um grande papel, principalmente após os resultados recentes: Volta Castilla e León, terceiro, Fleche-Wallonne, quinto, e Liège, 14º.

Sobre o Giro, Antòn admitiu, assim como todos os outros favoritos, que as dificuldades enfrentadas em território italiano serão imensas. “Será uma prova duríssima. De toda forma, não posso adiantar muita coisa antes da largada. Mas será um Giro espetacular, com muitos ingredientes para se desfrutar. Pode ser uma prova melhor que o Tour.”

O espanhol não treinou em nenhuma etapa decisiva da prova, assim como Alberto Contador e Vincenzo Nibali, por exemplo. Mas ele não aposta em uma desvantagem por conta disso.

“Será uma corrida tão difícil e dura, que vai predominar quem estiver melhor fisicamente. Sei que o Giro tem etapas complicadíssimas, que podem proporcionar surpresas, mas não é algo que me tira o sono. Espero um bom resultado na classificação geral. Quero chegar em condições de disputar o título nas montanhas.”

“Tenho um desejo enorme de vencer uma etapa e terminar bem no geral. Como disse, seria um feito inédito para nossa equipe no Giro.”

Por fim, ele praticamente negou sua presença no Tour de France, mas não descarta mais uma grade participação na Vuelta. “Fazer o Tour é impossível. Estarei cansado e sem condições de desempenhar meu papel. Já em relação a Vuelta, tenho tempo suficiente para me recuperar e posso disputar as primeiras posições.”