Dirigente detona Froome: “desrespeito”

Atualizado em 05 de agosto de 2016
Mais em Ciclismo

A decisão – tomada em cima da hora – do britânico Chris Froome de abdicar da disputa da Tirreno-Adriático irritou a RCS Sport Cycling, organizadora do evento, que, por meio de seu diretor, Mauro Vegni, não poupou críticas ao campeão do Tour de France de 2013.

Vegni, de acordo com o jornal italiano La Gazzetta dello Sport, considerou desrespeitosa a atitude do ciclista e escreveu ao gerente da Team Sky, David Brailsford, para reclamar da postura da equipe e do atleta.

Ter sido informado da desistência pelos meios de comunicação foi o que mais incomodou o dirigente.

leiamais-cinza-novo
iconezinho CHRIS FROOME FORA DO TIRRENO-ADRIÁTICO

“Não gostei de saber apenas por meio da imprensa. Eles, pelo menos, poderiam se dar ao trabalho de me ligar”, disse Vegni.

“Nesses anos, nós certamente mostramos mais respeito à Sky do que eles a nós”, disse o diretor, sobre a equipe de Froome, que desistiu do Tirreno-Adriático pela segunda vez consecutiva. “Nossa relação infelizmente não é tão boa quanto pensei que fosse”.

A Sky, em sua defesa, afirmou que tem como protocolo, em casos de corte de atletas, preparar um comunicado para a mídia e depois informar o organizador.

Antes mesmo que o comunicado fosse publicado na imprensa, Froome já havia informado em sua conta do no Twitter seu corte.