Sastre e Menchov de olho no Giro d´Italia

Atualizado em 26 de abril de 2011
Mais em

Por Tadeu Matsunaga

A equipe Geox-TMC iniciou os treinos visando sua participação no Giro d´Italia, principal objetivo no time italiano na temporada. Denis Menchov, Carlos Sastre ,David Blanco, Fabio Duarte e Gianpaolo Cheula enfrentaram as montanhas decisivas da última semana do Giro.

Um dos pontos mais destacados pelos ciclistas foram os 70 km de escalada no Monte Crostis e no mítico Monte Zoncolan, na região de Friuli.

“Nós todos sabemos o quão difícil é Zoncolan, mas também acho que o Crostis vai ser desgastante”, disse Menchov. “É uma subida nova, que eu realmente queria enfrentar antes do Giro.”

“É extremamente desafiador, mas o problema real está nos topos íngremes, nas descidas técnicas e uma estrada estreita com o asfalto em ruínas. Nós vamos ter que ter muito cuidado. Vai ser um problema para comer, beber e se recuperar antes de atacar no Zoncolan.”

No dia seguinte, a equipe percorreu 80 quilômetros para enfrentar as subidas no Passo de Giau e o Passo Fedaia, antes da subida do Gardeccia.

“Giau e Fedaia são duas importantes subidas, vale sempre a pena de praticá-las”, disse Sastre. “O Giau é especialmente difícil na reta final e o Fedaia tem uma parte central que parece interminável. Eu não estava familiarizado com a subida em Gardeccia. Tem alguns trechos extremamente desafiadores e você precisa levar em consideração que você começa a subida final após uma etapa de mais de 200 quilômetros.”