Sastre desiludido com "exclusão" da Geox

Atualizado em 24 de novembro de 2010
Mais em

Por Tadeu Matsunaga

Carlos Sastre, campeão do Tour de France 2008, mostrou-se surpreso com o anúncio da UCI (União Ciclística Internacional) em relação às equipes do ProTeam, onde a estreante Geox-TMC acabou ficando de fora.

Liderada por Sastre e Denis Menchov, a equipe italiana não conquistou um espaço entre as 18 equipes da “Primeira Divisão” do ciclismo mundial.

“Realmente não esperava por isso. A decisão acabou sendo uma surpresa, mas de forma não muito agradável”, disse o espanhol, que defende novos projetos no esporte, com a fusão de atletas experientes e jovens promissores – modelo adotado pela Geox.

“Não apenas entre os profissionais, mas também com equipes femininas, além de organizar atividades ligadas aos jovens. Temos a intenção de recuperar a paixão pelo ciclismo”, emendou em entrevista ao Marca.

Por fim, Carlos Sastre deixou claro que aposta muito na parceria com o russo Denis Menchov. O atleta aproveitou a oportunidade e também disse não ter motivos para criticar a UCI.

“Não posso criticar as escolhas realizadas, já que não sei o critério adotado, como funcionam as coisas. Temos que aceitar e seguir com nosso trabalho.”