Maratona de diversões

Atualizado em 04 de julho de 2009
Mais em

Por Fernanda Di Sciascio, de Penha (SC)

Ao mesmo tempo em que os atletas se aqueciam, as montanhas-russas eram testadas para mais um dia de atrações. Isso porque a Maratona Beto Carrero é realizada dentro do parque de diversões – uma parte em área construída, outra em cenário de montanhas e estrada de terra.

“A prova é maravilhosa, muito bem sinalizada. É muito legal passar pelos bichos do parque e o percurso é desafiador, com uma subida íngreme e outras duas mais leves. No entanto, como são voltas de 5,275 km, é fácil se recuperar”, conta Janine Costa, 46, blibliotecária de Florianópolis, que correu em um quarteto. Os animais aos quais ela se refere são bois, macacos, lhamas e girafas que estão no trecho percorrido pelos atletas, já que o parque de diversões Beto Carrero é multitemático e oferece também zoológico.

O veterinário Maurício Pamplona, 50, mora em Gaspar (SC), e viajou para correr a maratona pelo segundo ano consecutivo: “Vim fazer em dupla dessa vez e estamos revezando a cada volta, para ir mais rápido. A organização é muito boa e a prova une desafio, confraternização, conhecer pessoas de outros lugares com o mesmo objetivo e um programa diferente em família”, reforça o corredor.

A paulistana Valéria Braga, 41, publicitária, também elogia: “É a segunda vez que viajo para correr essa prova porque a considero diferente, com um lindo cenário e pessoas maravilhosas, já que o catarinense é muito receptivo e simpático. Já fiz a Meia da Disney e, para mim, a Maratona Beto Carrero é a mesma coisa, com a graça de correr em meio a um parque de diversões”. A única sugestão da corredora fica para o posto de troca: “Poderia ser mais bem sinalizado, separado por duplas, quartetos e octetos, como é feito nas provas em São Paulo”.

Em família
O crescimento da prova mostra o potencial de unir programas para toda a família. Em um ano, o número de corredores aumentou 82% e, destes, 36% é feminino. Na torcida, muitas crianças, aguardando os pais para então começar a brincadeira deles, no parque: “Assim que a mamãe chegar vamos ao trenzinho”, gritou Enzo Filardes, 4, na torcida pela mãe Isabela.

Já o paulistano e engenheiro Daniel de Faria Diniz, 29, também aproveitou a corrida para unir a família: “Estou morando em Joinville e meus pais vieram me visitar e correr. Da prova, achei o percurso muito bonito, e bem mais confortável que correr na rua, em meio a carros e prédios. Deu para ver bois e girafas!”, contou, entusiasmado, aguardando o pai, com quem corria em dupla.

E o parque? Luzia, 61, a mãe, reforça: “Só não estou correndo porque o pé não deixa, devido a uma lesão, mas o clima da torcida também é ótimo e quando eles acabarem, vamos para o hotel nos recompor e então voltar para o parque, para aproveitar”.

:: 2ª MARATONA DE REVEZAMENTO BETO CARRERO – PENHA (SC)
Data: 4 de julho de 2009
Horário: 8h
Percurso: 42 km
Clima: Frio e ensolarado
Temperatura: 12ºC (média)
Umidade: 80% (média)
Participantes: 1.500
Inscrição: De R$ 100 a R$ 120 (dependendo da data e por pessoa)
Postos de hidratação: 2 (água e bebidas esportivas – a cada volta)
Vencedores
1º – Companhia da Corrida (quarteto misto), 2h21min01s