Longa jornada do Tour de France começa nesta semana

Atualizado em 29 de junho de 2011
Mais em

Há algumas décadas, o Tour de France quebrou as fronteiras da Europa e consagrou-se no cenário esportivo como uma das provas mais comentadas e acompanhadas em todo mundo, na qual seus atletas podem virar verdadeiras lendas do esporte. Neste próximo sábado (2/7) será dada a largada para a jornada de três semanas da 98ª edição, desta vez com partida em Passage du Gois, na costa francesa.

A globalização da prova também está nos seus atletas, vindos da Ásia, Oceania, América e África. Os cinco continentes estão representados. Na inauguração do Tour de France, em 1903, dos 84 atletas 75 eram franceses e apenas nove eram estrangeiros, e mesmo assim de países próximos, como Suíça. No ano passado, havia 27 atletas de outros continentes. E o maior campeão de todos os tempos da centenária prova é o norte-americano Lance Armstrong, que levantou a taça em Paris por sete vezes.

As apostas para o título este ano vão para o tricampeão do Tour Alberto Contador, 28 anos, da equipe Saxo Bank. Apesar da longa batalha que ainda trava com a justiça por conta de um processo de suspeita de doping justamente no Tour de France do ano passado, o espanhol, que é considerado o melhor ciclista do mundo nas montanhas, voltou às disputas este ano e venceu o Giro d’italia, o Tour da Catalunha e de Murcia. De qualquer maneira, Contador irá participar sabendo que pode ser suspenso por conta do caso de acusação de doping, pois a decisão da Corte Arbitrária do Esporte sairá em agosto. 

O jovem Andy Schleck, 26, é considerado o único rival capaz de ameaçar o espanhol. Vice-campeão no Tour do ano passado com uma diferença de 39 segundos para Contador, Schleck foi o único que conseguiu acompanhar o espanhol nas montanhas. E em seu time estão nomes fortes para dar o apoio que necessita, como seu irmão Frank Schleck e Fabian Cancellara.

Aos 33 anos, o italiano Ivan Basso (Liquigas) está de volta e tem no currículo o vice-campeonato em 2005 e o terceiro lugar em 2004, anos de reinado de Armstrong. Basso ficou banido por dois anos por conta de doping, e no ano passado foi o campeão do Giro d’Italia, mas terminou em 32º no Tour de France 2010 por conta do cansaço na prova italiana.  

O australiano Cadel Evans (BMC Racing) conquistou este ano a prova Tirreno Adriático e o Tour de Romandie e também conta com um time forte, com atletas como George Hincapie. Ainda despontam como rivais de Contador, o campeão olímpico Samuel Sanchez e o inglês Bradley Wiggins.

Neste ano, a prova não somente retorna para o lendário L’Alpe D’Huez como será uma das provas mais altas dos últimos tempos, com a inclusão ainda de parte do Galibier, com 2.645 m.

Etapas do Tour de France 2011

Etapa 1 (plana) – 2/7 – Passage du Gois La Barre-de-Monts a Mont des Alouettes Les Herbiers, 191.5 km  
Etapa 2 (Contra-relógio equipe) – 3/7 – Les Essarts > Les Essarts, 23 km  
Etapa 3 (plana) – 4/7 –  Olonne-sur-Mer > Redon, 198 km  
Etapa 4 (plana)- 5/7 – Lorient a Mûr-de-Bretagne, 172.5 km  
Etapa 5 (plana) – 6/7 – Carhaix a Cap Fréhel, 164.5 km  
Etapa 6 (plana) – 7/7 – Dinan a Lisieux, 226.5 km  
Etapa 7 (plana) – 8/7 – Le Mans a Châteauroux, 218 km  
Etapa 8 (montanhas médias) – 9/7 – Aigurande a Super-Besse Sancy, 189 km  
Etapa 9 (montanhas médias) – 10/7 – Issoire a Saint-Flour, 208 km  
11 de julho – Dia de descanso – Le Lioran Cantal   
Etapa 10 (plana) – 12/7 – Aurillac a Carmaux, 158 km  
Etapa 11 (plana) – 13/7 – Blaye-les-Mines a Lavaur, 167.5 km  
Etapa 12 (montanhas altas) – 14/7 – Cugnaux a Luz-Ardiden, 211 km  
Etapa 13 (montanhas altas) – 15/7 – Pau a Lourdes, 152.5 km  
Etapa 14 (montanhas altas) – 16/7 – Saint-Gaudens a Plateau de Beille, 168.5 km  
Etapa 15 (plana) – 17/7 – Limoux a Montpellier, 192.5 km  
18 de julho – Dia de descanso – Département de la Drôme   
Etapa 16 (montanha média) – 19/7 – Saint-Paul-Trois-Châteaux a Gap, 162.5 km  
Etapa 17 (montanhas altas) – 20/7 – Gap a Pinerolo, 179 km  
Etapa 18 (montanhas altas) – 21/7 – Pinerolo a Galibier Serre-Chevalier, 200.5 km  
Etapa 19 (montanhas altas) – 22/7 – Modane Valfréjus a Alpe-d’Huez, 109.5 km  
Etapa 20 (Contra-relógio individual) – 23/7 – Grenoble > Grenoble, 42.5 km  
Etapa 21 (plana) – 24/7 – Créteil a Paris/Champs-Élysées, 95 km