Eu posso ter cólica de tanto beber água?

Atualizado em 12 de fevereiro de 2020
Mais em ATIVO

Seja sincero: alguma vez você deixou de tomar água durante a corrida de rua por sentir cólica, logo depois de ter investido no líquido? Muitos corredores têm essa dúvida e acabam deixando de lado a água, pensando que ela é a responsável pelas dores.

É fato que a ingestão de líquidos é fundamental para a corrida, principalmente, em uma competição. Contudo, a calma também é útil na hora de matar a sede, garantindo o sucesso do seu treino ou da sua prova, pois isso evita a sensação de que você tomou mais água do que era necessário.

Mesmo quando a ingestão exagerada acontece, não é o líquido o responsável pela cólica. Isso é um mito. Beber água, tanto em dias quentes, como nos mais gelados, antes ou durante a corrida, não deve causar dores. Pelo contrário, a hidratação é a melhor forma para manter o seu corpo com energia.

leiamais-cinza-novo
icon texto_menor  EU PRECISO TOMAR BEBIDAS ESPORTIVAS?
icon texto_menor  E SE NÃO DER PARA COMER ANTES DA CORRIDA?
icon texto_menor  15 ÓTIMOS ALIMENTOS PARA CORREDORES

Para evitar que as cólicas apareçam você deve prestar atenção ao que come antes da corrida. Alimentos com muitas fibras ou muita proteína não são recomendados por permitirem que o desconforto gástrico se manifeste, justamente, enquanto você está correndo. Por isso, não faça associações erradas. Se você evitar beber durante as corridas porque está preocupado com cólicas, poderá acabar com problemas muito maiores, como a desidratação.

A recomendação para a hidratação, durante a corrida, é a de obedecer a sua sede. Especialistas recomendam que todo corredor deve se hidratar a cada 3 km, sendo poucos goles suficientes, não um copo inteiro de água. Além disso, é importante que você não fique com a boca seca durante o percurso, pois isso mostra que o corpo está sofrendo com a falta da água.

Outra dica importante, mas dessa vez para a prova, é não abrir o copo inteiro na hora de se reidratar. Faça apenas um furo, evitando tomar um banho, molhar demais as roupas e o tênis, e, mais importante, diminuindo a possibilidade de se engasgar com a água, já que irá sair uma quantidade suficiente para um gole.

(Fontes: Rodrigo Lobo, diretor técnico da Lobo Assessoria Esportiva, e Marcelo Lopes, diretor técnico da Run All Way – São Paulo)