Downhill na favela vira sucesso de público

Atualizado em 24 de abril de 2015
Mais em

O Mountain Bike Downhill é uma modalidade das mais emocionantes de se praticar e via de regra muito divertido de se assistir. Mesmo assim, a modalidade, por conta de vários fatores – como o preço das bicicletas – não costumava ser identificada com o gosto popular. Recentemente, porém, esse panorama mudou com a prática, no Rio de Janeiro, do “downhill na favela”.

Esporte considerado de elite, o MTB começou a atrair a atenção de muitos moradores das comunidades, há cerca de quatro anos, quando o governo do estado do Rio iniciou processo de pacificação das favelas das cidades, com a criação das UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora).
Desde então, o MTB ganhou espaço nas comunidades com a criação do Circuito MTB de Favelas. Iniciativa que virou sucesso grande nas comunidades e, principalmente, na internet.

Um exemplo do gosto popular pelo downhill, em especial quando disputado nos morros das comunidades, é o vídeo de Eduardo Oliveira, um dos principais nomes da modalidade.
Apelidado de “Monstro”, Eduardo postou em sua fanpage no Facebook sua descida do Morro da Providência, no Rio de Janeiro. O vídeo – uma demonstração do que é o downhill na Favela – hoje, supera a marca de 800 mil visualizações e mais de 15 mil compartilhamentos. Clique aqui é veja o vídeo.

A filmagem de Eduardo é a de maior audiência entre os vídeos de MTB downhill em favelas, mas não é o único. Feitos geralmente com uma câmera acoplada ao capacete, as descidas dos morros das comunidades costumam fazer bastante sucesso.

Em entrevista ao site GloboEsporte.com, Eduardo falou do vídeo e também da experiência de fazer MTB nas favelas. “Não esperava tanta repercussão. Queria postar no Youtube, mas achei melhor no Facebook. Costumo gravar sempre. No vídeo não dá para ter tanta noção do real, do que acontece de verdade. É uma experiência única. Muita gente fica impressionada quando fazemos uma prova em uma favela. Eles não estão acostumados com isso” disse o atleta, que treina e mora em Sorocaba (SP).

Veja outros vídeos de downhill em favelas

Origens do downhill nas favelas
A ideia de levar o ciclismo de alto rendimento para as comunidades cariocas surgiu em 2010, depois da instalação das primeiras UPPs. Já naquele ano aconteceu a primeira prova, nas comunidades do Turano e do Salgueiro, na modalidade Cross Country Olímpico (XCO).

A largada foi na Praça Saens Pena, em pleno bairro da Tijuca. Em 2011 e 2012, aconteceram mais três outras etapas, nas comunidades do Morro dos Macacos, Borel, Chácara do Céu, Andaraí e Complexo do Alemão.

Em 2013, o evento foi reformulado e ficou muito maior, com oito etapas e a inclusão modalidade Downhill, além do Cross Country Olímpico.

O MTB nas favelas, hoje
Atualmente, o Circuito MTB de Favelas tem oito etapas e é dividido em duas categorias: downhill e cross country olímpico. Antes exclusivamente carioca, o circuito hoje tem uma etapa realizada fora da capital do estado, em Duque de Caxias, na baixada fluminense.

Confira o calendário do Circuito MTB de Favelas:

29/03 – Morro da Providência – downhill
03/05 – Morro do Turano – downhill
10/05 – Morro do Turano – cross country olímpico
26/07 – Morro da Mangueira – downhill
13/09 – Morro do Borel – cross country olímpico
27/09 – Mangueirinha em Duque de Caxias – cross country olímpico
11/10 – Complexo do Alemão – downhill
01/11 – Complexo do Alemão – cross country olímpico