Domínio australiano

Atualizado em 19 de setembro de 2011
Mais em

Por Fernando Bittencourt

A australiana Jessica Allen conquistou o primeiro título para seu país nesta segunda-feira (19), pelo Campeonato Mundial. A ciclista de 18 anos venceu a prova de contrarrelógio da categoria Junior em Copenhague, na Dinamarca.

Allen foi a última ciclista a largar para a prova de 13,9 quilômetros e cruzou com o melhor tempo, seguida da britânica Elinor Barker e a alemã Mieke Kröger. “A prova tinha um percurso que exigia muita técnica e consegui manter a velocidade nas curvas, o que foi essencial para a minha difícil vitória.

“Creio que as condições climáticas nos ajudaram. O clima estava perfeito e não havia muito vento, por conta da grande quantidade de edifícios. Não consegui apreciar quase nada da paisagem, mas o cenário era incrível, o percurso me agradou bastante e estou muito feliz com o resultado”, declarou a campeã da prova.

“Em 2012 eu mudarei de categoria para a Open Feminino, para isso, treinarei bastante em novembro com algumas garotas ‘sênior’. Mal posso esperar para entrar para neste novo ranking. Quanto à categoria Elite, realmente é um sonho que espero realizar, mas somente no futuro”, concluiu a campeã Mundial.

Classificação:

1 Jessica Allen (Austrália) 19min19s
2 Elinor Barker (Grã-Bretanha) a 2s
3 Mieke Kröger (Alemanha) a 3s
4 Thalita De Jong (Holanda) a 15s
5 Rossella Ratto (Itália) a 31s
6 Georgia Williams (Nova Zelândia) a 44s
7 Annie Ewart (Canadá) a 46s
8 Kamilla Sofie Valin (Dinamarca) a 46s
9 Mathilde Favre (França) a 51s
10 Alexandra Chekina (Rússia) a 52s

Sub-23 Masculino:

Luke Dubridge conquistou o segundo título para o seu país, nesta segunda-feira (19). O australiano realizou uma boa prova e sagrou-se campeão mundial de contrarrelógio na categoria sub-23, colocando a Austrália no degrau mais alto do pódio pela segunda vez no dia.

“Durbo the Turbo”, como é conhecido (em português, Durbo, o Turbo), foi o ciclista mais rápido da prova, ao percorrer os 35,2 quilômetros – que contava com duas voltas no circuito montado na capital dinamarquesa – com o tempo de 42min47s. Dubridge foi o único ciclista a realizar um tempo abaixo dos 43 minutos, seguido pelo dinamarquês Rasmus Christian Quaade e pelo medalhista de bronze e também australiano Michael Hepburn.

“É difícil de explicar. Estou tão feliz que não consigo colocar tudo o que sinto em uma frase. Parabéns ao Quaade e ao Hepburn, que fizeram uma excelente prova. É fantástico ter dois australianos no mesmo pódio, já que estamos planejando isso há seis meses. Sabia que eu estava em boa forma física e, felizmente, tudo ocorreu conforme o planejado. Obtive uma boa vantagem, no percurso que me agradou bastante, então o James (integrante da comissão técnica que estava no carro da equipe) me disse para eu continuar concentrado. Nos últimos 10 quilômetros eu comecei a gostar da prova, pois era a hora que eu vi realmente a possibilidade de vitória. Eu sabia que poderia, então impus um forte ritmo para poder receber a medalha de ouro”, concluiu o campeão.

Classificação:

1 Luke Durbridge (Austrália) a 42min47s
2 Rasmus Christian Quaade (Dinamarca) a 36s
3 Michael Hepburn (Austrália) a 46s
4 Anton Vorobev (Rússia) a 59s
5 Jasper Hamelink (Holanda) a 1min53s
6 Jason Christie (Nova Zelândia) a 2min
7 Luis Mas Bonet (Espanha) a 2min04s
8 Tom Dumoulin (Holanda) a 2min05s
9 Damien Howson (Austrália) a 2min06s
10 Rudy Molard (França) a 2min10s