Depois de 3 semanas, Simões está perto do Paraguai

Atualizado em 26 de abril de 2006
Mais em

Veja mais um relato do aventureiro que vai percorrer mais de 28 países em cima de uma bike, durante dois anos e meio:

Foram três semanas pedalando, percorri quase 1200 km da capital São Paulo até Foz do Iguaçú, no Paraná, quase Paraguai. Hoje sinto o meu corpo já mais adaptado à bagagem que levo em meus alfojes. São trinta quilos que me fornecem toda a estrutura que preciso para diversas situações, como: acampar, no calor, no frio; comer; arrumar a bike; tomar banho; e até me medicar.

Com a adaptação física que se processa dentro de mim, que me levou a pedalar 150 quilômetros de Cascavel até Foz do Iguaçú, num dia chuvoso, os desafios passam das distâncias a percorrer para o sobreviver em culturas diferentes, algumas vezes hostis e muito distantes da brasileira.

Agora, estou prestes a ingressar em terras paraguaias, onde, pelo que tenho ouvido e visto, deverei tomar um pouco de cuidado, tanto com a qualidade das pistas, com os motoristas, assim como com os policiais corruptos que, invariavelmente, pedem uma quantia em dinheiro ao pararem os motoristas. Quero ver se eles pedem para ciclistas também.

Esses detalhes que deixam a viagem mais enriquecida são os mesmos que exigem de mim toda uma preparação e captação de informações antes de entrar num país, mesmo que vizinho, tendo em vista o fato de eu estar sozinho.

A mensagem que eu deixo aqui é: pedale e não pedale pouco. Pedale por todo o Brasil! E você entenderá o que eu quero dizer. Nestas terras você encontrará pistas boas e gente amiga, especialmente em cidades pequenas. Vá preparado, se quiser acompanhado, mas pedale para longe e sinta a liberdade em você. É assim que eu viajo, leve, por isso consigo levar tanta bagagem.

Sigo em frente, nômade, pois o mundo me espera. Paraguai, Argentina e Chile nos próximos meses, cujos desafios serão o Atacama e o frio e altitude dos Andes. Me encontre aqui ou no www.pedalnaestrada.com.br .

Grande abraço!

Arthur Simões Cardoso Neto, 24 anos, é formado em direito, professor de yoga, ciclista e esportista convicto. Ele realiza o Pedal na Estrada viajando por 30 países sobre um bicicleta, com o patrocínio da Bristol-Myers Squibb e o apoio de Fuji Bikes, Dennova e Base64.