Comece a caminhar

Atualizado em 30 de outubro de 2009
Mais em

Por Maurício Belfante

O sedentarismo é um dos grandes problemas que o Brasil enfrenta em relação à saúde. Mesmo com o aumento de praticantes de algum tipo de atividade física no País, de 14,9% em 2006, para 16,4% em 2008, o número de sedentários continua elevado. O sedentarismo pode ser considerado como um fator que contribui para o desenvolvimento de doenças, como explica Sidnei dos Santos Correia, diretor técnico da Cross Trainner.

“O sedentarismo é classificado como fator secundário, já que é um início para que a pessoa tenha outros problemas, como o ganho de peso, distúrbio metabólico, maior quantidade de colesterol, aumento de frequência cardíaca em repouso, além de outras doenças mais graves”, explica.

Comece a caminhar
A caminhada, muitas vezes, é o primeiro passo para quem quer começar a correr e sair do sedentarismo. Ao iniciar a prática de uma atividade física, uma das primeiras escolhas é optar por um ritmo leve, que exija um menor esforço. Para quem não está acostumado a praticar nenhum esporte, além de uma boa forma de sair do ócio, é também uma atividade de fácil de se praticar.

“A caminhada é uma atividade que praticamente todos têm acesso, e de baixo custo, o que favorece, e muito, aqueles que desejam sair do sedentarismo”, diz Correia, que ainda completa. “Começar pela caminhada não é uma obrigatoriedade. Dependendo do porte da pessoa e do sedentarismo que ela se encontra, a corrida também pode ser uma boa opção”.

Procure um médico
Antes de iniciar qualquer exercício, quem está há muito tempo sem praticar nenhum esporte deve procurar um médico para saber sua capacidade e estrutura física. Começar a treinar sem uma avaliação pode gerar graves problemas de saúde, como lesões e até infartos e derrames. Flávio Freire, diretor técnico da Flávio Freire Assessoria Esportiva, explica como deve ser esse procedimento.

“Mesmo que queira praticar algum exercício, seja um esporte ou a caminhada, o sedentário tem que passar em um especialista. Correr riscos na hora da atividade física pode trazer muitos problemas”, diz Freire, que alerta a importância de visitar um médico mesmo para atividades leves.

Para os obesos, o caminho não é diferente. O aval do médico é sempre necessário para evitar problemas no futuro, que pode dificultar qualquer realização de exercícios. “O procedimento é sempre o mesmo. Visitar um médico para saber a capacidade do seu corpo é essencial”, completa o treinador.

Dicas
Antes de começar a caminhar, ou correr, o aquecimento dos músculos é essencial, para evitar qualquer tipo de lesão. “Aquecer antes de caminhar é necessário. Mesmo que seja um exercício leve de se fazer. O alongamento das pernas e do tronco também é importante para que não ocorra nenhum contratempo na hora do exercício”, diz Freire.

Além disso, respeitar o seu ritmo também é importante, como ressalta Correia. “A caminhada deve começar com certa cautela. O esforço pode causar impactos negativos e prejudicar, e muito, o futuro corredor”, finaliza.