Com “coceira” para correr

Atualizado em 14 de agosto de 2009
Mais em

Por Cesar Candido dos Santos

A final da prova dos 100 metros rasos do Mundial de Atletismo, que será disputada neste domingo, dia 16 de agosto, é um dos momentos mais aguardados da competição realizada em Berlim. Mas não são apenas os torcedores que estão ansiosos para ver os homens mais rápidos do mundo em ação. O jamaicano Usain Bolt, principal favorito para conquistar a medalha de ouro, revelou em uma coletiva de imprensa que também não vê a hora de correr.

“Não posso mais esperar para entrar na pista. Não tenho nenhum problema [físico] e me sinto em grande forma. Estou `coçando´ para correr. Não consigo esperar”, declarou o medalhista olímpico e recordista mundial na distância.

O maior adversário de Bolt na Alemanha será o norte-americano Tyson Gay, atual campeão mundial, que nesta temporada cravou tempos melhores do que o jamaicano. Mas Usain prefere não aumentar a rivalidade criada pela mídia.

“Estou ansioso para o encontro com Tyson Gay, principalmente depois da última temporada. Mas é só uma corrida, uma competição, não é uma luta. Não quero transformar em algo pessoal. São só negócios, apenas vou competir”, ressaltou.

Sobre as chances de quebrar novamente o próprio recorde mundial, que hoje é de 9s69, Bolt despistou.

“Vocês nunca vão saber o que vai acontecer. No ano passado, ninguém sabia que o recorde mundial seria batido, ninguém achava que era possível. Eu apenas quero correr, apenas quero sair e correr”, finalizou o jamaicano, que poderá saciar seu desejo neste sábado (15), quando serão realizadas as eliminatórias dos 100 metros rasos.