Cavendish sem equipe

Atualizado em 03 de outubro de 2011
Mais em

Por Fernando Bittencourt

O campeão mundial de estrada Mark Cavendish segue sem equipe para 2012, uma vez que a HTC-Highroad abandonará o ciclismo ao final desta temporada. Rumores de que o ciclista estaria próximo da Omega Pharma-QuickStep ganham força, ao passo que sua possível ida para a Sky se torna mais distante da realidade a cada dia.

No último mês de setembro, era dada como certa a sua transferência para a Sky, no entanto, o time britânico voltou atrás. “Recentemente nós refizemos o planejamento e agora não temos total certeza de que Cavendish competirá conosco durante o ano que vem. Aparentemente há algumas coisas que mudaram desde que Cavendish venceu o Mundial em Copenhague”, disse um empresário da equipe britânica ao jornal Gazet van Antwerpen.

Um dos motivos principais que estariam influenciando o britânico a integrar a esquadra seria a bicicleta utilizada. Cavendish estaria insistindo para prosseguir pedalando uma bike de quadro Specialized, assim como faz na HTC-Highroad, mas a Sky tem um contrato com a Pinarello, que não seria desfeito somente por causa do atleta.

A Omega Pharma-QuickStep terá seu contrato com as bicicletas Merckx – do ciclista Eddy Merckx – expirado em 2012 e, ao que tudo indica, assinará com a Specialized, a pedido do alemão Tony Martin, campeão mundial de contrarrelógio e novo reforço do time.

Patrick Lefevere, diretor geral da nova equipe, afirmou não ter certeza de nada, uma vez que 30 ciclistas possuem contrato com o time, limite permitido pela União Ciclística Internacional (UCI), mas que gostaria de contar com o britânico.

Caso Cavendish assine o contrato, será, o terceiro campeão mundial da equipe belga, além de Martin e Zdenek Stybar. Além disso, poderá se reencontrar com ciclistas da HTC-Highroad como Martin, Matt Brammeier, Gerald Ciolek, Bert Grabsch, Frantisek Rabon, Martin e Peter Velits.