"No Tas ficará mais claro minha inocência"

Atualizado em 25 de março de 2011
Mais em

Por Tadeu Matsunaga

Após completar a 4ª etapa da Volta a Catalunha, Alberto Contador (Saxo Bank) ficou sabendo da decisão da UCI, que recorreu ao TAS (Tribunal Arbitral do Esporte) contrária determinação da Federação Espanhola de Ciclismo (RFEC), que considerou o ciclista inocente.

Questionado sobre o assunto no encerramento da prova, Contador – líder da competição após sua vitória em Andorra – se mostrou tranqüilo e reiterou que será uma oportunidade a mais para comprovar sua inocência.
“Se eles decidiram levar a situação ao TAS, tudo bem. É melhor, porque assim fica mais claro e evidente que sou inocente”, disse por meio de sua assessoria de imprensa.

“Fiquei sabendo da decisão da UCI após cruzar a meta. Não fiquei contente ao saber a notícia, mas confio plenamente nos argumentos e documentos apresentados pelos meus advogados. Confio plenamente neles.”

“Gostaria que não tivesse acontecido à apelação e que as coisas fossem resolvidas de maneira lógica, mas como disse antes, se estou passando por isso é porque preciso e tenho plena confiança em resolver todo esse imbróglio no TAS.”

Contador também afirmou que vai manter sua programação e seguir com seu calendário normalmente por diversas razões, entre elas por receber total suporte da sua equipe, a Saxo Bank, que emitiu um comunicado de apoio ao espanhol.

Sobre a posição da UCI, ele frisou que “tiveram tempo para analisar a documentação” e disse estar mais seguro do que nunca. “Não entendo porque tomaram partido no último dia, mas os especialistas e médicos sabem que não se trata de doping.”